segunda-feira, julho 24, 2006

MTur leva programa de combate ao turismo sexual a 21 estados

Começa hoje (24/07) mais uma ação que reforça o compromisso do Ministério do Turismo na prevenção à exploração de crianças e adolescentes em todo o Brasil. O desafio agora é levar o Programa Turismo Sustentável & Infância (TSI) para 25 cidades de 21 estados brasileiros com uma série de seminários de sensibilização. Em julho, as oficinas vão acontecer na Bahia (24 e 25/07), Goiás (25/07), Pernambuco (24 e 25/07), Rio Grande do Sul (27 e 28/07), Paraíba (27/07), Ceará (24/07), Piauí (27/07) e São Paulo (28/07).
Em parceria com a Centro de Excelência em Turismo da Universidade de Brasília (CET-UnB) e membros da Câmara Temática TSI do Conselho Nacional de Turismo, como a Federação Brasileira de Conventions & Visitors Bureau e o Senac, o MTur pretende mostrar como o turismo pode proteger crianças e adolescentes da exploração sexual e a importância do engajamento dos integrantes da cadeia produtiva do turismo nessa missão. “Só dessa forma será possível evitar a exploração e estimular a denúncia aos órgãos competentes. Porém, antes, essas pessoas precisam ser orientadas para saber como agir ao constatar situações de risco para crianças e adolescentes e para quais órgãos recorrer”, diz Sidney Costa, coordenador-geral do TSI do Ministério do Turismo.
Mais de 40 mil trabalhadores que integram a cadeia produtiva do turismo – meios de hospedagem, bares, restaurantes, setores de alimentos e bebidas, agências, operadoras e o setor receptivo - participarão dos seminários, que serão ministrados por uma equipe de seis palestrantes treinados (os facilitadores) pela UnB. Temas como Turismo e Desenvolvimento; Turismo e Sustentabilidade; Turismo e Infância; Conheça a legislação; Defender é lei; Jogos de Simulação; Prevenção; Proteção e Como Denunciar farão parte do conteúdo, que será complementado com cartilhas, vídeos, dinâmicas de grupo e jogos de simulação.
“Com esses seminários, o MTur busca sensibilizar a sociedade, fazendo com que ela entenda que para garantir a permanência do Brasil como destino turístico é preciso proteger crianças e adolescentes da exploração sexual. É preciso dialogar com a cadeia produtiva do turismo, para que aqueles que trabalham no setor abracem a causa como forma de garantir a sustentabilidade dos seus próprios negócios”, diz Sidney Costa.
Até outubro a equipe de trabalho passará por Amapá, Rondônia, Roraima, Bahia, Sergipe, Paraíba, Alagoas, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Ceará, Piauí, Maranhão, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Paraná e Rio Grande do Sul.
Desde sua criação, em 2003, o Ministério do Turismo dedica atenção especial ao tema da exploração sexual de crianças e adolescentes por meio do Programa Turismo Sustentável e Infância, que realiza desde então campanhas de mobilização, conscientização, sensibilização e qualificação para integrantes do setor turístico.

1 Comments:

At 3:35 da manhã, Blogger Blog do Flavio said...

Oi, pessoal gostaria de apresenta o nosso portal de turismo sustentável da cidade de campos do jordão, criando alternativas de um turismo totalmente novo e amigo da natureza, não deixem de colaborar mandando informações e colaborando com as novidades e indicando o portal também não deixe de criticar nosso trabalho, obrigado o endereço do portal é www.camposdojordao.inf.br

 

Enviar um comentário

<< Home