terça-feira, janeiro 24, 2006

Através de Decreto presidencial 2006 será o ano do Turismo... E daí?

De acordo com decreto sancionado pelo presidente Luís Inácio Lula da Silva, publicado no Diário Oficial da União, 2006 foi instituído como o Ano do Turismo. O principal objetivo da lei é estimular a vinda de mais estrangeiros ao Brasil e incrementar o turismo doméstico.
Este ano, também será o Ano Nacional de Santos Dumont, o Pai da Aviação. Para comemorar o centenário do primeiro vôo realizado por Santos Dumont com o 14 Bis, será criada uma comissão composta por 16 ministérios e coordenada pelo Ministério da Defesa, que organizará os eventos festivos. Além disso, serão doados livros infantis sobre a história do Pai da Aviação às escolas públicas e bibliotecas.
É muito prático se instituir um dia qualquer para um comemoração específica ou ainda uma no para se valorize o turismo no Brasil, com intuito de atrair uma maior número de turismo, logo, divisas para o país...
Porém, não li qualquer notícia que vincule qual será o valor destinado ao treinamento de pessoal para o receptivo. Não li sobre o envio de qualquer valor para que se equipe terminais rodoviários ou ainda aeroportuários no país. Não li nada sobre abertura de novas concorrências para linhas rodoviárias decadentes.
A complementação do artigo está disponível em + Lex Turistica

1 Comments:

At 6:05 da tarde, Blogger Fabricio Gurgel said...

Olá!

Interessante vosso texto, todavia, parece-me que v. senhoria desconhece as ações do Ministério do Turismo e os trâmites para que o anteprojeto seja "desovado" para o Congresso Nacional...

Como você, também sou membro do IBCDTur e acompanho os esforços deste Instituto em pról de uma maior celeridade pela Lei Geral do Turismo..., com todos os problemas enfrentados...

Ao decretar o Ano do Turismo o Governo demonstrou não ter esquecido do setor... e da luta, tanto da iniciativa privada como dos avanços da Adm. pública nos últimos 3 anos para o desenvolvimento do turismo...

Outra coisa, não bastam os esforços federais para coordenação do turismo, os estados têm que contribuir e o que vemos... é uma grande ingerência por parte dos administradores públicos dos estados no que tange o turismo...
notadamente pq não possuem técnicos habilitados, consultores jurídicos especializados e etc.

Não basta esbravejar, temos que tirar proveito de tudo, de todas as iniciativas, criticar sim, mas apontar a solução ou proposta de solução, do contrário, não passa de esbravejar ou leviandade.

 

Enviar um comentário

<< Home